Archive for Abril, 2010

Exercício aeróbico e capacidades mentais

Abril 27, 2010

Aqui fica um vídeo do Authors @ Google no qual um médico fala dos benefícios do exercício aeróbico nas capacidades mentais do ser-humano:

http://www.youtube.com/watch?v=IK1nMQq67VI

É um vídeo longo, mas interessante.

Corrida da Liberdade 2010

Abril 25, 2010

Lá fui eu para o Largo do Carmo hoje de manhã para participar na 33ª edição da Corrida da Liberdade. O percurso anunciado tinha cerca de 11.5 Km, acima dos 10 Km que tipicamente faço, mas mesmo assim pareceu-me interessante o suficiente para me inscrever.

Quando estava no Largo do Carmo enviei um SMS a um amigo meu que mora lá perto a avisar que estava por lá e que ia à corrida.

Enquanto esperava oiço um Sr. da organização a anunciar uma mudança de percurso: afinal não iamos passar na 2ª circular mas sim por dentro de Telheiras com um acréscimo de 500 metros à distância originalmente anunciada.

Entretanto estava a fazer o aquecimento e aparece-me o meu amigo a quem tinha enviado o SMS um bocado antes. O rapaz estava lá com a sua bicicleta e prontamente o desafiei a ir fazer o percurso da corrida com a bicicleta. Ele lá resolveu ir depois de ver que havia lá mais um Sr. de bicicleta…

Às 10h30 a organização deu o arranque, que começou um bocadinho à frente da placa de partida para evitar uma curva apertada que há por ali.

Perto do Marquês de Pombal e antes de começar a subir a Av. Fontes Pereira de Melo, aparece-me o meu amigo com a sua bicicleta. Ficou a acompanhar-me dali para a frente.

Passei aos 4 KM com 19 minutos e qualquer coisa, o que é um ritmo um bocado acima do meu ritmo actual de treino.

Depois de passar os 7 KM o meu dorsal começou a descolar-se, devido ao muito  suor na t-shirt (estava muito calor) e de bocados de água que tinha entornado. De vez em quando lá tinha de o ir ajeitando para não se perder por ali…

Eu ia bem acima do meu ritmo – com culpas do meu amigo que ia confortável na sua bike :p (fizemos a prova praticamente toda juntos e na conversa tirando uns 500 metros quase no final da prova durante os quais ele fugiu um pouco mais para a frente para ver as vistas).

Um pouco depois de passar os 8 KM começou-me a dar uma ligeira dor de burro pelo que abrandei ligeiramente o ritmo. Para tentar reduzir a dor de burro tentei massajar um pouco a zona o que, juntando ao facto de ir a agarrar o dorsal descolado, fez com que passasse um bom bocado de tempo com pelo menos uma das mãos na barriga 🙂

Aos 10 KM estava com 47:08 minutos, o que confirmava que estava a andar muito rápido (para o meu ritmo habitual).

A 20 ou 30 metros da meta lá fiz o sprint para a fotografia e cruzei a meta com 56:00.33. Estava à espera de fazer uma hora ou um pouco mais, pelo que estou bastante satisfeito. No entanto fiquei muito cansado, provavelmente porque não costumo correr acima dos 10 Km e devido ao ritmo que mantive durante desde muito cedo…

Gostei desta prova. Algumas coisas boas:

  1. A prova estava bem marcada. Reparei que havia marcadores de distância aos 4 KM, 7 KM, 8 KM e 10 KM. Em algumas provas nem marcam o ponto de metade da distância.
  2. Dois pontos de distribuição de água, um antes dos 4 KM e outro um pouco depois dos 10 KM.

No final, a prenda foi um saco com uma t-shirt alusiva à prova e uma medalha. Só achei que faltou ali algo para comer, como uma peça de fruta ou uma barra de cereais. Mas, não se pode ter tudo, e a prova até era à borla.

Agora vou descançar e daqui a uns dias começo a pensar na próxima corrida ;).

“The Spirit of the Marathon”

Abril 14, 2010

Há alguns dias vi um documentário sobre uma das edições da Maratona de Chicago.

O documentário segue vários atletas que se estão a preparar para a referida prova e mostra duas perspectivas muito diferentes da mesma corrida: a dos corredores de elite, que vão lá para (tentar) ganhar e a dos corredores amadores, que vão lá para (tentar) concluir a distância…

É também apresentada uma introdução histórica à própria maratona.

Gostei muito do documentário: achei-o motivador e até inspirador, pelo que resolvi deixar aqui a referência como sugestão para alguém que tenha tempo livre para o ver.

Podem encontrar mais informação sobre o filme no imdb.

PS: o filme pode ser visto no Youtube…

PS2: Há uma nova página aqui no blog: Calendário de Provas.

Porque 10 KM?

Abril 6, 2010
Além de ser um número redondo, existem outras razões para me ter proposto a ter um tempo de jeito aos 10 KM.
A razão principal é o facto de eu gostar de correr os 10 Km – não sei bem porquê… mas agrada-me muito essa distância.
Além disso, 10 KM é uma distância que:
  • consigo correr sem grande desconforto físico – se bem que às vezes não parece :p;
  • consigo correr em menos de uma hora, o que faz com que me seja fácil arranjar tempo para treinar – evitam-se as desculpas :);
  • muitas provas de estrada populares têm – a atitude em provas é outra, mesmo sabendo que não vou ganhar;
  • acho que é equilibrada (nem muito curta, como seriam os 5 KM, nem muito longa, como seriam os 21.1 KM da meia maratona);
  • quero “conquistar” (i.e. ter um bom tempo) antes de pensar noutro tipo de distâncias…

Olhando para a lista, parecem-me razões tão boas como outras quaisquer… 🙂

Boas corridas!

Train like kids play

Abril 5, 2010

“Train like kids play” é provavelmente o meu adágio favorito quando o tema é desporto. Podemos traduzi-lo para algo do género “Treina como os míudos brincam” e a ideia é mesmo essa: os putos, sem darem por nada, fazem treino intervalado: fazem uns sprints, correm mais devagarito, mandam um tralho no chão, levantam-se, correm mais um pouco, fazem outro sprint, mandam um chuto na bola… enfim, brincam e, dessa forma, fazem um exercício variado.

Existe uma técnica de treino chamada Fartlek que se assemelha a essa ideia dos putos na brincadeira e que, na prática, é uma técnica de treino intervalado, que tenta desenvolver, na mesma sessão de treino, o sistema aeróbico e o sistema anaeróbico. A ideia é  misturar períodos de caminhada com períodos de corrida lenta e com sprints, de forma a variar a intensidade do exercício.

Foi com um treino deste genéro que eu hoje regressei aos treinos de fim da tarde, coisa que não fazia há vários meses, pois tenho-me dedicado aos treinos matinais. Já tinha saudades do sol a bater na cara enquanto corro.

Fui até um jardim e estive por lá a correr a um ritmo lento, a andar e a sprintar, fazendo isto em vários tipos de terreno (variando a direcção para fazer subidas, descidas, rectas e rampas) – como um puto :p. Pelo meio ainda aproveitei para fazer umas elevações lá numa barra de exercícios, para não serem as pernas a fazer o trabalho todo. O treino durou 60 minutos.

Valeu totalmente a pena pela diversão e descontração ao final do dia de trabalho…

Próximas corridas – Abril (Lisboa)

Abril 1, 2010

Quando defini o objectivo dos 45 min aos 10 KM também decidi que ia participar mais regularmente em provas de distâncias variadas. A razão para o querer fazer é o facto de achar as provas populares muito divertidas e mais motivantes do que que correr sozinho por aí (na rua ou na passadeira do ginásio). Desta forma pretendo participar pelo menos em uma prova por mês, assumindo que arranjo provas para o fazer.

Estive a olhar para o calendário para tentar escolher 1 ou 2 provas para fazer em Abril e encontrei três corridas que achei interessantes, sendo que duas delas são no mesmo dia. Aqui ficam:

Corrida do Metro – 18 de Abril, provas de 15 KM e 4 KM (esta última do Rossio até Santa Apolónia e voltando ao Rossio)

Corrida pela Água – 18 de Abril, prova de 6 KM (de Santos até à Torre de Belém)

Corrida da Liberdade – 25 de Abril, prova de 11.5 KM (do Largo do Carmo até à Pontinha)

Não me estou a ver com tempo para treinar para os 15 KM portanto a prova principal da Corrida do Metro está de fora. Sobram então as duas corridas mais pequenas como opções para o dia 18. A Corrida pela Água está na minha preferência neste momento, por ser a mais longa.

Em relação à Corrida da Liberdade, estou muito inclinado para participar. Não só pelo simbolismo, mas porque já tive a ver o percurso e é engraçado, além de que a distância (1.5 KM acima do meu nível de conforto) vai ser um bom desafio para mim.

De qualquer forma isto continua em aberto e é algo para ir pensando nos próximos dias…