Corrida do Avante 2010 (Amora, Seixal)

Hoje fui fazer a Corrida do Avante. Foi a minha primeira participação nesta corrida que decorreu na Amora, perto da zona da Festa do Avante. Foi também a minha primeira corrida fora da zona de Lisboa e arredores.

Não corria nada de jeito já há dois meses e meio: a minha última corrida “a sério” foram os 8 Km da Marginal à Noite, em 19 de Junho. Recentemente apenas tinha feito dois pequenos treinos, de meia hora cada um, nos dois fins de semana anteriores.

Apesar disso achava que ainda aguentava os 10 Km sem grande problema… e queria participar nesta prova popular.

No entanto, como não queria correr o risco de estoirar, decidi fazer a prova nas calmas e apontar para algo abaixo dos 55 minutos aos 10.5 Km.

Fiz a prova praticamente toda nas calmas mas, curiosamente, pensava que ia um bocado mais devagar do que a realidade. Lembro-me que passei aos 3 Km com cerca de 16:40 (min) quando ainda ia nas calmas Passei ao 5 Km com 27 minutos (e qualquer coisa) e nessa altura comecei a puxar um bocado mais, embora ainda fosse com calma.

Quando pensei do 7º Km já sentia que não ia ter problemas em acabar mas, mesmo assim, não me estiquei antes do 9º Km.  Os últimos 500 metros custaram-me um bocado… estava a ver que nunca mais chegava ao final :p mas a certa altura lá vi a meta e fiquei mais descançado :).

Cheguei ao final com 54:44 (min). Com o cansaço esqueci-me de olhar para o relógio para ver o tempo ao passar no 10º Km…

Não foi mau para quem não tem corrido nada nos últimos tempos e foi bom para “arrancar a nova época”.

Claramente positivo foi o facto de me ter conseguido controlar e de não ter começado a correr depressa muito cedo… coisa que costuma dar mau resultado.

Gostei da corrida e do percurso que, é praticamente todo à beira do rio. Até cheirava um bocado a peixe…

O percurso tinha as marcações quilométricas e havia distribuição de água no ponto de retorno e no final.

O único ponto negativo da prova foi o facto, ainda antes do 1º Km, de se ter passado numa rua estreita que tinha carros estacionados, o que levou ao efeito de funil, que fez com que os participantes na prova tivessem de parar para passar essa zona a andar (cerca de 10 ou 15 metros).

Até à próxima.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: