A minha primeira meia :)

Background

Há cerca de um mês escrevi um post aqui no blog intitulado “Entretido a pensar em fazer uma meia-maratona“. Nessa altura andei a pesquisar por provas, perto de Lisboa, com a distância de meia-maratona. A minha ideia era fazer a meia-maratona em Janeiro ou Fevereiro, pois isso dar-me-ia tempo para treinar de forma confortavel para a mesma. No entanto, a únicas provas de meia-maratona seriam a de hoje e a Meia-Maratona de Lisboa em Março. Não me apetecia nada esperar até Março mas também não sabia se estaria pronto para os fazer já em 2010.

A vida ensinou-me (e recentemente lembrou-me) que às vezes não podemos esperar até estarmos muito confortáveis, pois corremos o risco de perder algo importante enquanto esperamos. Começou-se então a formar na minha cabeça a ideia de que poderia (ou melhor, deveria) ir a estra prova. O facto de ter andado a ler o primeiro livro do Dean Karnazes também não ajudou a ter juízo :p.

Ia ter cerca de três semanas para treinar. Peguei num plano de treinos (orientado para 5 semanas), adaptei-o à padeiro (para as 3 semanas que eu iria ter). Fui cumprindo o mesmo mais ou menos, embora, à posteriori, tenha chegado à conclusão de que o plano era muito ambicioso (em termos de quilometragem semanal) para aquilo a que eu estava habituado. Acabei por preferir pausar quando estava cansado, fugindo ao plano sem sentimentos de culpa.

Prova

Chegado o dia da prova, fui para a zona de partida, perto de Santos.  Estava um pouco nervoso, confesso. Tinha lido que o limite de tempo para prova eram 2h15min. Eu estava a apontar para as 2h00m, mas nunca se sabe o que pode correr mal – uma dor-de-burro, uma queda, mau tempo…. diversos factores que podiam até fazer com que não chegasse ao fim da distância. Eu tinha dois pacotes de açucar no bolso para o caso de precisar de “acordar” a meio da corrida. Se não precisasse deles, melhor, mas estava a pensar que lá para os 15 ou 17 Km iria precisar de comer algo.

A certa altura fomos avisados que estaria de perto a passagem dos atletas da Maratona ali pela zona. Lá foram passando os primeiros, com passadas e formas impressionantes. O pessoal da meia-maratona batia palmas à passagem de cada pequeno grupo de maratonistas.

Passados alguns minutos mandaram o pessoal da meia-maratona chegar-se para a zona da partida. Lá fui. À minha volta havia tantos estrangeiros como portugueses, principalmente espanhois. Mas também havia muita gente de pele clara e cabelo loirinho que pareciam ser de outras bandas.

Foi dada a partida e lá fomos para fazer os 21097.5 metros da prova.

Eu tinha pensado em correr à volta dos 5:30 ou 5:40 (min/km) durante pelo menos uns 10 ou 15 Km, para evitar ficar cansado ou sem reservas muito cedo. Nas provas existe sempre alguma adrenalina que faz com que se vá um bocado mais rápido, o que se for feito demasiado cedo pode fazer com que o cansaço chegue muito antes do final da prova. Portanto, ao contrário do que faço em 10 Km, eu estava a impor a mim próprio um ritmo lento, com a ajuda do Garmin. De vez em quando lá reparava que ia mais depressa do que o objectivo (tipicamente porque tinha colado a alguém) e abrandava um pouco o ritmo.

Estava algum vento contra, o que dificultava a tarefa. A certa altura eu ia a correr ao lado de senhor que se “encaixou” entre dois corredores mais altos, que de certeza que lhe estavam a tapar o vento todo. O homem ia tão em cima dos outros que se arriscava a bater com o nariz num dos da frente :p.

Por volta do 5º quilómetro fiquei com uma pequena dor num joelho. Felizmente não demorou a passar.

A prova tinha um retorno por volta dos 6.500 m (antes de chegar a Algés). Nesse ponto de retorno corri um bocado mais depressa e separei-me do senhor-que-corria-encostado-aos-da-frente. Passados alguns minutos passei por uma rapariga que ia a correr com uns Vibram Five Fingers. Lembrei-me que ando a pensar em comprar uns e continuei pra frente.

Quando passei aos 10 Km lembrei-me que é por ali que costumo ficar. Mas desta vez ia um pouco mais longe🙂 e estava-me a sentir bem. Estava a conseguir controlar o ritmo e isso era meio caminho andado para conseguir acabar a prova. Prova disso foram os 55/56 minutos com os quais passei aos 10 Km (mais 11 minutos do que nos 9.5 Km da prova de Domingo passado).

Na estação de abastecimento agarrei numa garrafa de água e num cubo de qualquer coisa alaranjada que por ali estava enrolado em plástico. Pensei que seria marmelada, mas não tinha certeza. Foi pro bolso pois ainda era cedo para estar a recorrer a comida.

Continuei a correr e na estação seguinte arranjei mais um cubo daqueles.

Na zona do Cais do Sodré havia algum público a apoiar os corredores, o que me fez andar um bocado mais rápido durante alguns metros :p. Um pouco mais à frente, aos 14.500 m comi o primeiro cubo alaranjado: era mesmo marmelada. Epá aquilo era bom e veio mesmo a calhar.

Chegado ao Martim Moniz, onde estava o 15º Km, era altura de subir. E também era altura de andar mais rápido, se queria fazer um bocado abaixo das 2 horas, pois estava à volta das 01h23min. Os próximos 6 Km tinham de ser feitos em cerca de 25 minutos, para conseguir chegar antes das 2 horas.

Esta subida era a parte complicada do percurso da meia-maratona, que até ali era praticamente todo plano. Mas, depois de 15 Km planos, fazer 6 Km a subir poderia ser um problema, porque não estou habituado a estas distâncias. A meio da subida lá comi o outro cubo, para ver se o efeito era algo estilo poção Mágica do Druída da aldeia do Asterix e do Obelix. Adiante. Subir aquilo custou-me principalmente porque ia a puxar muito, para tentar recuperar o tempo…

Chegado ao Areeiro a subida parou e transformou-se em recta, com cerca de 200 metros. Já me ia a custar manter aquele ritmo mas estava tão perto – só faltavam 3 ou 4 Km. Já dava para perceber que ia ficar abaixo das 2 horas. No final da recta, nova subida, desta vez até ao cruzamento com a Av. dos Est. Unidos da América. Aqui o terreno passou a descer, até ao cruzamento com a Av. Rio de Janeiro, onde fica o Estádio 1º de Maio. Aproveitei o embalo da descida para entrar forte na recta que me levaria à porta do Estádio.

Quando entrei no estádio 1º de Maio estava à espera que a meta fosse logo ali, porque ontem quando tinha ido buscar o dorsal o balão estava a uns 15 ou 20 metros do portão. E eu estava a contar que ele aí estivesse, porque já vinha a precisar de acalmar o ritmo. Quando vi que o balão não estava lá no mesmo sítio e percebi que ainda tinha de ir para a pista do atletismo…  pensei que já me tinha lixado com aquela brincadeira. Mas pronto, lá segui para o tartan, encostei à linha de dentro, fui ultrapassado por um senhor, voltei a ultrapassar o mesmo senhor uns 30 metros mais à frente… e passei a meta. Estava feita!

Tempo final: 1 hora, 54 minutos e 16 segundos.

Fiquei muito contente com a prova. Consegui conter-me durante a primeira metade, consegui correr mais forte no último terço. Consegui fazer a minha primeira meia-maratona, sempre a correr e abaixo das 2 horas. Algo que acho curioso sobre a forma como a prova me correu foi que nem dei pelo tempo a passar. Quase duas horas a correr, sempre entretido.

PS: bem-ditas as subidas que fiz nos treinos. Se não treinasse em subidas não sei como tinha feito do 15º ao 21º Km.

PS2: Já estava com vontade de aumentar a distância que corro confortavelmente e agora ainda tenho mais vontade.

e

Etiquetas:

4 Respostas to “A minha primeira meia :)”

  1. Osvaldo Says:

    É bem! Boa Prova😉

  2. Luís Says:

    MACHO!

  3. Meia-Maratona de Lisboa (2011) « 45 minutos aos 10km Says:

    […] final 1h50m54s. É record pessoal pois foi melhor tempo do que a minha meia-maratona anterior, mas estava à espera de muito melhor: o meu objectivo era […]

  4. bluewater68 Says:

    Bom dia. Tropecei no post sobre a maratona e acabei por vir dar a este, escrito 1 ano antes dessa enorme conquista desportiva. Eu também fiz a minha estreia na meia-maratona na prova de Lisboa. Correu bem e superou muito as minhas expectativas. Sobretudo tendo em conta que apareceu uma dor no joelho, a qual não me largou até ao final da prova. Para já não penso na prova rainha do atletismo, devendo continuar a apostar em melhorar os tempos aos 10 e 21Km.
    Bons treinos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: