Corrida da Liberdade 2011

Participei hoje nesta prova clássica da cidade de Lisboa. Foi a minha segunda participação na corrida onde se celebra o 25 de Abril. No ano passado a corrida começou no Largo do Carmo e foi até à Pontinha e este ano o percurso inverteu, começando na Pontinha e indo até aos Restauradores.

Eu não tenho treinado nada de jeito, por falta de tempo mas também por falta de vontade. Por esquecimento, nem sequer me tinha inscrito na prova. No entanto sabia que aceitavam inscrições de última hora.

Já aprendi há algum tempo que “o dia em que não te apetece treinar, é o dia em que tens de treinar”. Portanto lá fui, para recuperar a liberdade de correr por correr.

Fiz a inscrição de última hora (foi só dar o nome e trazer o dorsal) pendurei o dorsal e fiquei a apanhar um bocado de sol.

Nisto andava por lá uma senhora do exercíto a distribuir cravos vermelhos pelos corredores. Pormenor muito simpático. Não consegui ficar com um cravo mas se tivesse ficado só me atrapalhar a corrida, portanto adiante🙂.

Antes da partida ainda falei um bocado com o Luís Parro, que me incentivou e recomendou concentração. Realmente tem faltado…

Foi dada a partida e lá fui eu. O percurso desta prova é bastante variado, com várias subidas e descidas logo nos primeiros quilómetros.

Passei aos 5 Km com 21:40 ou algo do género, o que é muito bom para os meus tempos habituais.

E foi aqui que a coisa se complicou. Do Campo Grande até ao Saldanha vi-me grego para aguentar o calor. Quebrei um bocado e o abastecimento de água safou-me, mas não por muito tempo. Depois de chegar ao Saldanha a coisa ficava fácil, pois era sempre a descer até aos Restauradores. Mas a minha maior quebra foi mesmo aí, um pouco depois de passar do Marquês de Pombal.

Passei pela placa dos 10 Km… e ainda não era ali a meta. Que raio, eles tinham anunciado 10 Km, eu tinha estado a correr para o meu melhor tempo aos 10 Km com um sol maluco e ainda tinha de fazer mais um bocado da Av. da Liberdade até aos Restauradores. Só me lixam…🙂. Esse resto da descida custou-me bastante, pois já ia simplesmente a rolar até ao fim.

A certa altura, faltavam uns 50 metros para a meta, e uma rapariga que vinha de trás encostou-se ao meu lado. Lá acordei e meti um bocado mais de ritmo nas pernas para acabar a corrida.

Tempo final: 46:45 (min). O Garmin marcou 10.75 Km.

Até fiquei satisfeito com o tempo. Quando passei aos 10 Km ia claramente abaixo dos 45 (pelo Garmin ia com 43:37). Mesmo ajustando tendo em conta o desnível, a coisa não iria correr muito pior do que o costume.

Continuo sem aguentar muito bem o calor. Não sei se consigo dar a volta a isso treinando em alturas de calor, mas vou investigar a questão. Nesta altura não dá para fugir ao calor, pois quase todas as provas são de manhã.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: