20 Km de Cascais (2013)

Esta é uma daquelas provas às quais não posso faltar e hoje foi a minha terceira participação seguida na mesma. Este ano foi a 30ª edição da prova.

Em muito melhor forma do que na altura da minha participação na 29ª edição, tinha de me redimir daquela desgraça de tempo que tinha feito no ano passado.

A t-shirt desta prova trás os nomes dos participantes que acabaram a prova no ano anterior. Ainda não me dediquei a procurar o meu porque a lista é imensa… No próximo ano a t-shirt ainda deve ter mais nomes, tal a quantidade de gente que estava na prova. Quando ia ao primeiro quilómetro ainda tinha mesmo muita gente à minha frente. Não conseguia ver espaços vazios na frente…

Não tenho muito para dizer sobre a prova. Fiz a parte inicial, dentro de Cascais, de forma relativamente calma. Quando cheguei ao 6º km / início da “recta” comecei a correr um pouco mais depressa, e fui aguentado o vento contra. Andei quase sempre entre os 4m50s/km e os 5m00s/km. A certa altura ainda questionei o ritmo, pois andava à volta do ritmo que fiz há 3 meses na Nazaré – e já não estou nesse género de forma, mas sempre era menos quilómetro portanto decidir arriscar.

A prova passou pelo Farol da Guia, que é um dos sítios onde costumo fazer escalada. Curiosamente, na última prova em que participei (“GP Fim da Europa”), também tinha passado numa das zonas para onde já fui escalar (ao pé do Convento dos Capuchos).

É impressionante a seriedade com que as pessoas cada vez mais abordam estas provas de atletismo. Eu vi pessoal que devia ir para fazer tempos entre 1h45 e 1h50 a tomarem gel de hidratos de carbono.

Ao quilómetro 18 aquilo já me estava a custar um bocado, mas lá arranjei força para fugir do grupo onde estava. Cada vez mais perto da meta e aproveitando a descida lá ganhei um bocadito de velocidade.

Cheguei ao final e o meu Garmin marcava 1h38m43s. Nada mal.

Quando cheguei a casa fui ver os meus tempos de 2011 e 2012. Em 2011, na minha primeira e melhor participação, tinha feito 1h38m15s. Que grande porra: fiquei a 28 segundos do meu melhor tempo na prova.

Aqui fica um resumo do meu histórico nesta prova:

20-km-de-Cascais-2011-2013-resumo

PS: Só é pena que não tenham voltando a distribuir medalinhas com as letras da palavra cascais. Ainda pensei que este ano voltassem ao “C”, mas não. Agora tenho lá em casa um “I” e um “S” muito solitários…

Etiquetas: ,

3 Respostas to “20 Km de Cascais (2013)”

  1. correrumamaratona Says:

    Boas,

    O mais importante é mesmo sentir que fizemos o nosso melhor sem entrar no limite, somos amadores, portanto não temos aspirações aos lugares cimeiros, só mesmo acabar bem, pelo menos eu penso assim.
    Foi a primeira vez que participei nesta prova, e moro perto de Cascais faz quase cinco décadas, por varias razões nunca me inscrevi. Regra geral tenho hábito de ir para a ciclovia andar de bicicleta e por vezes quando os treinos são mais longos também é para lá que me dirijo, acontece que são muitos os dias de vento naquela zona, e que vento, logo quando uma pessoa se inscreve numa prova que envolve Guincho, o factor vento e tudo o que de mau ele tem vem logo ao de cima.
    Pensei que o regresso seria mais fácil pois senti algum vento contra ainda antes de dar a volta, mas estava enganado, para cá foi um pouco mais difícil, o vento estava mais forte.
    Fiquei com a ideia que esta prova, por causa do percurso engana um pouco. Aos 5Kms estava a fazer uma média de 20 segundos mais rápido que no final de uma prova de 10Kms o que podia indicar que os segundos 10Kms iriam ser difíceis, e de facto foram, não foram tanto porque comecei a abrandar um pouco de modo a dosear o esforço, é ai que entra o gel.
    Já testei o meu corpo e sinto que consigo aguentar bem 15Kms com poucas quebras ao ritmo que eu costumo fazer, acontece que a partir dai tenho que por combustível, portanto, para as coisas não correrem mal aos 10Kms lá vai uma garrafinha de agua para empurrar o gel.
    De modo a habituar o corpo a usar as suas reservas também tenho o hábito de levar gel mas só o utilizar mesmo em caso de quebra e tenho sentido que aos poucos vou habituando o meu corpo a viver com aquilo que tem, mas nunca corro mais de 18Kms pois sinto que ir para alem disso já é esforçar muito o organismo.

    Vou continuar a preparação para a meia da ponte pois o percurso parece-me propício para uma prova tranquila.

    Bons treinos e boas provas

    Manuel Nunes

  2. Sílvio Horta Says:

    Também fiz a prova com o tempo sensívelmente igual, 1h38min16s. Foi um bom teste para a Meia Maratona da Ponte 25 de Abril. Nunca tinha feito esta distância.

    • thenewroadrunner Says:

      Parabéns, foi um bom tempo, e é uma boa indicação para a Meia-da-Ponte.

      Eu em 2011 fiz um tempo parecido com esse (1h38m14s) em Cascais. Depois disso fui à Meia-da-Ponte fazer 1h50m54s, que na altura foi um record pessoal, mas claramente foi pior do que aquilo que o tempo de Cascais indicava.

      Parte do problema foi o calor típico desta prova. A outra parte foi a falta de juízo e o arranque ligeiramente mais rápido do que devia…

      Portanto recomendo alguma calma ao início, porque acho que a prova parece mais fácil do que é – pelo menos, para quem não lida bem com o calor.

      Boa sorte!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: