Archive for the ‘Treinos’ Category

Plano de treinos para a 2ª Maratona – 4º mês (e mais qualquer coisa)

Dezembro 6, 2012

Passou-se o mês de Novembro e alguns dias de Dezembro, deste plano de dezoito semanas que decidi seguir para preparar a minha segunda participação na Maratona de Lisboa.

Este mês foi o mês dos super longos, tendo ido duas vezes acima dos 30 km (um de 32 e outro de 35), ambos feitos passando pela Matinha de Queluz quando as pernas já iam cansadas, para as preparar para subidas ao final de muitos quilómetros (porque será?). Também foi o mês em que bati o meu melhor tempo na distância da Meia-Maratona – uma pequena/grande recompensa para os vários meses de treino que já levo nas pernas.

Nos treinos mais longos descobri que a bateria do meu Garmin está a ficar com pouca capacidade de carga. Com cerca de 3 horas o relógio começa-se a queixar de falta de bateria. No treino mais longo (cerca de 3h40m) ele não chegou a ficar sem carga, mas como estou a apontar para uma Maratona perto das 4 horas, fiquei um pouco preocupado / chateado – a verdade é que tenho alguma dependência do 305 e tenho dificuldade em ter uma noção aproximada do ritmo a que foi se não tiver o relógio.

Como nos últimos tempos não tenho andado a fazer treinos acima das 3 horas, só me apercebi desta situação precisamente no mês em que o relógio fez dois anos, ou seja, a garantia já tinha acabado. Estive a ver opções para resolver este meu problema (ainda não foi desta que comprei o 610) e pedi a um rapaz engenhocas para me fazer um carregador de emergência (obrigado, Victor). No entanto, acabei por decidir levar um Garmin emprestado (obrigado, João) porque é mais cómodo do que levar o carregador e a pilha durante a prova.

O plano de treinos está praticamente concluído.

Entretanto entrei na fase de “descompressão” (penso que é essa a tradução adequada de tapering) e nestas últimas duas semanas tenho vindo a fazer cada vez menos distância e menos treinos. Nesta altura treino para manter e apurar a forma, e recuperar os músculos. Com muito cuidado para evitar lesões.

Uma das dificuldades que tenho tido neste período é manter o peso. Há conjunto de hábitos alimentares que resultam de necessidades associadas a um volume grande de treinos, volume esse que baixa de repente e nem sempre é fácil diminuir aquilo que se come. É um aspecto a melhorar no próximo ciclo de treino.

Neste momento faltam-me apenas dois treinos: um que era para ter feito hoje, mas estava um temporal desgraçado e resolvi não arriscar – vou ver se o faço amanhã de manhã. O outro treino, de apenas 3 km, é suposto ser feito no Sábado, mas prefiro não correr no dia anterior à Maratona.

Posteriormente farei um resumo global do treino.

Dados

  • Período: 1 de Novembro a 7 de Dezembro
  • Nº de treinos: 21 (17 + 4)
  • Distância percorrida: 277 km
  • Tempo total de treino: 27h48m
  • Anúncios

    Plano de treinos para a segunda Maratona – Segundo mês

    Outubro 26, 2012

    Se eu me tinha queixado que o treino de Agosto me tinha deixado cansado, nem sei o que dizer sobre Setembro…

    Logo na segunda semana de treinos senti alguma necessidade de fazer uma folga. Acabei por cortar três treinos durante as duas primeiras semanas de treino. Foram treinos pequenos (7/9 km), pelo que acabei por não me preocupar muito por não os ter feito.

    Em termos de horários tive algumas dificuldades de planeamento, mas lá me fui arranjando: tive foi de fazer dois treinos de madrugada (correr às 5 da manhã é do melhor: não há ninguém na rua e está fresquinho) mas treinar para uma maratona é um trabalho como outro qualquer.

    Tenho continuado a treinar nas mesmas zonas que no mês anterior, e isto é algo que vou tentar rever nos próximos meses. Basicamente abriram uma estrada nova perto de minha casa, que acrescenta um quilómetro a um percurso circular, que me dá um jeito imenso porque facilmente faço ali treinos entre 7-12 km sem me aborrecer. O resultado disto é que fica mais confortável andar ali às voltas nestas percurso do que ir para uma zona mais longe. A outra vantagem é que isto facilita a comparação de estatísticas entre treinos (ritmo cardíaco vs ritmo no mesmo percurso é uma comparação mais directa do que quando existem variações de percurso) o que facilita a percepção da melhoria de forma. De qualquer forma, nos próximos dois meses tenho de variar mais os locais de treino.

    Alguns buracos, derivados de fugas ao cansaço…

    Mesmo com as três baldas que já referi, o boneco continua a mostrar que fui bastante regular no cumprimento do plano.

    Provas
    Não tenho ido a provas porque há uma grande incompatibilidade de distâncias (eu ando frequentemente a fazer treinos acima dos 20 km e as provas que se vão encontrando mais frequentemente são de 10 km) e a Maratona é a única prioridade. Além de que um treino longo é suposto ser lento e o ambiente de prova é anti-lentidão.

    Eu tinha pensado em fazer as Meias-Maratonas de São João das Lampas e da Pt. Vasco da Gama, mas acabei por não fazer nenhuma – a primeira por falta de disponibilidade e a segunda porque quando me fui inscrever já o preço ia em 19€ (e não me pareceu boa ideia pagar 19€ para participar naquela confusão de corrida). Efectivamente dava-me jeito fazer uma Meia-Maratona para ter uma referência temporal e ter noção da minha forma actual. Podia fazer um contra relógio em treino, mas a motivação pura e simplesmente não é a mesma – o facto competição tem um impacto brutal no rendimento da “máquina”). Ainda há uma prova que é uma hipótese viável, que é a “Mãe de todas as meias maratonas”… veremos.

    Dados destas 4 semanas

    • Período: 3 de Setembro a 30 de Setembro
    • Nº de treinos: 17 (de 20 planeados)
    • Distância percorrida: 207 km
    • Tempo total de treino: 25h26m
    • Peso: 81.3 Kg
    • [Este post foi iniciado em 26 de Outubro mas apenas publicado em 12 de Novembro. Mistrar falta de tempo com falta de vontade é perigoso.]

    Plano de treinos para a segunda Maratona – Primeiro mês

    Setembro 6, 2012

    No passado Domingo chegou ao fim o primeiro mês de treinos para o meu regresso à Maratona de Lisboa. Este ano o plano começou a 6 de Agosto, portanto o primeiro mês de treinos acabou por incluir dois dias de treino já em Setembro.

    O plano que estou a seguir (Higdon’s Int 1) tem a seguinte estrutura semanal (em geral – por vezes muda ligeiramente):

    Sábado Domingo
    cross-train Treino Treino Treino Descanso Treino RM Treino Longo

    Escolhi este plano por querer fazer uma preparação com mais distância do que a que fiz no ano passado, com o objectivo de desenvolver mais a minha capacidade aeróbica. O plano não tem muitos treinos de velocidade (só tem ao Sábado e não é em todos os Sábados), mas para fazer uma Maratona mais rápida do que o ano passado eu não preciso de correr muito rápido (o ritmo médio no ano passado foi de 5m55s / km) – preciso é de ter resistência para andar um pouco mais rápido durante os 42+ Km.

    Este plano tem dois pontos que o tornam “chato”:

    1. Tem três dias de treino consecutivo e, por consequência, nunca há dois dias de descanso seguidos.
    2. O treino em Ritmo de Maratona (RM) ao Sábado deixa-me as pernas bastante cansadas e, no treino de Domingo, isso sente-se.

    Fiz todos os treinos de corrida que estavam planeados para este mês, no entanto fiz algumas alterações ao plano. As alterações que fiz:

    • Os treinos de 5 km passaram todos a 7 km. Cinco quilómetros é muito pouco, mesmo em ritmos lentos. O objectivo é nunca fazer menos de 45 min numa sessão de treino.
    • Não faço o cross-train de 2ª feira e aproveito para descansar melhor do longo de Domingo.

    Eis um bonequinho para ilustrar a minha regularidade a seguir planos. De notar que o plano só começou na segunda semana de Agosto.

    Calendário de treinos realizações em Agosto de 2012

    Agosto é sempre fácil 🙂

    Como já é costume, divido os treinos entre o asfalto, a calçada 😦 e a terra batida. As pernas aguentaram bem a carga deste primeiro mês. No entanto, estou bastante cansado – este primeiro mês foi muito mais exigente do que o primeiro mês de treinos para a Maratona de 2011.

    Em Agosto é fácil cumprir planos, porque o horário é mais folgado e não dá lugar a grandes desculpas (nem o calor). Em Setembro volto a uma obrigação que me tira algum tempo livre, pelo que a coisa vai ser um pouco mais complicada.

    Dados destas 4 semanas

    • Período 7 de Agosto a 3 de Setembro
    • Nº de treinos: 20 (de 20 planeados)
    • Distância percorrida: 207 km
    • Tempo total de treino: 21h10m
    • Peso: 82.4 Kg

    [Este post foi iniciado em 6/Setembro. No entanto, por manifesta falta de tempo e paciência, só foi publicado em 26 de Outubro.]

    35 km / semana – a execução (Maio)

    Junho 1, 2012

    Aqui fica o relato do segundo mês do meu célebre pseudo-plano de treinos intitulado “x km por mês” e também conhecido como treino-vadio-pseudo-estruturado.

    Continuo com o objectivo mínimo de 35 km/mês, feitos em 3 ou 4 treinos, para recuperar a forma e os bons hábitos.

    1ª semana (1 a 6 de Maio)

    3ª feira – 14.5 km
    5ª feira – 9 km
    Domingo – 21 km

    Total da semana: 14.5 + 9 + 21 = 44.5 km (objectivo alcançado)

    Nesta primeira semana os quilómetros até pareceram à borla, pois duas das corridas foram em prova (Primeiro de Maio e Meia-Maratona na Areia) e, em geral, é mais giro correr nas provas, por alguma razão psicológica (vulgo maluqueira), apesar de ir sempre a fazer mais esforço.

    2ª semana (7 a 13 de Maio)

    3ª feira – 9 km
    5ª feira – 15 km
    Sábado – 11 km
    Domingo – 8 km

    Total da semana: 9 + 15 + 11 + 8 = 43 km (objectivo alcançado)

    Nesta semana o calor resolveu aparecer. Por um lado é bom, pois dá mais vontade de andar na rua do que quando chove (apesar de eu até gostar de correr à chuva), por outro lado é mau, pois dificulta o exercício. Durante esta semana senti algum cansaço, que associei à Meia na Areia. De qualquer forma, o objectivo foi alcançado.

    3ª semana (14 a 20 de Maio)

    3ª feira – 6 km
    6ª feira – 10.5 km
    Domingo – 10 km

    A temperatura continuou alta e isso, a juntar a algum cansaço, fez com que decidisse não correr na quinta-feira. Como tinha uma prova no Domingo, preferi fazer um dia de descanso no Sábado.

    Total da semana: 6 + 10.5 + 10 = 26.5 km (oops…)

    4ª semana (21 a 27 de Maio)

    3ª feira – 8 km
    6ª feira – 18 km
    Domingo – 11.5 km

    Nesta semana acabei novamente por fazer apenas três treinos. As greves dos transportes criaram-me algumas dificuldades em arranjar tempo para correr durante esta semana. No Sábado preferi não correr, devido à prova de Domingo.

    Total da semana: 8 + 18 + 11.5 = 37.5 km (objectivo alcançado)

    Sobras do mês (28 a 31 de Maio)

    3ª feira – 10.5 km
    4ª feira – 11 km
    5ª feira – 8 km

    Nestes três dias finais do mês resolvi experimentar correr três dias consecutivos, algo que já não fazia há algum tempo…

    Total da meia-semana: 10.5 + 11 + 8 = 29.5 km

    Resumindo…

    Neste mês corri 16 vezes, num total de mais de 180 km. Já sinto alguma melhoria de forma e já perdi cerca de 2 kg do peso extra que tinha ganho nos meses de anteriores.

    Olhando para o calendário percebe-se que este mês houve uma frequência maior de treinos. No entanto, como foi um mês em que participei em três provas, as semanas dessas provas foram semanas de três treinos. Um ponto negativo foi que a distância não foi muito equilibrada entre o início e o fim do mês, embora em termos de descanso seja bom ter diminuições regulares do volume semanal.

    Objectivo para Junho: Vou começar a fazer algumas experiências em termos de treino, e vou deixar de parte este plano vadio dos 35 km. Vou-me focar mais no tipo de treinos, tentando manter a regularidade e continuando à procura da forma perdida.

    Em termos de provas, em princípio vou fazer apenas duas durante este mês, ambas de estrada e ambas de 8 km: a primeira será já amanhã (a Corrida pela Selecção) e, a meio do mês, estarei novamente na Marginal à Noite.

    35 km / semana – a execução

    Abril 30, 2012

    Durante as últimas três semanas de Abril, executei o pseudo-plano sobre o qual tinha anteriormente falado, com o objectivo de voltar a correr regularmente e de começar a perder algum peso extra que ganhei  durante o primeiro trimestre deste ano, devido a poucos cuidados com a alimentação e à realização de pouco exercício físico.

    Segue-se o relatório de cada uma das semanas.

    Primeira semana (9 a 15 de Abril):

    • 2ª feira, 11 km
    • 4ª feira, 10.5 km
    • 6ª feira, 7.5 Km
    • Domingo, 20 km

    Total da semana: 11 + 10.5 + 7.5 + 20 = 49 km (objectivo alcançado).

    Nesta primeira semana acabei por fazer bem mais do que os 35 km, muito à custa de ter feito uma prova de 20 km no final da semana.

    Segunda semana (16 a 22 de Abril):

    • 3ª feira, 7.5 km
    • 5ª feira, 12 km
    • Sábado, 6 km
    • Domingo, 19 km

    Total da semana: 7.5 + 12 + 6 + 19 = 44.5 km

    Novamente acima dos 35 km de forma folgada, embora não tanto como na semana anterior. Não sou grande apreciador de treinos abaixo dos 7 km

    Terceira semana (23 a 29 de Abril)

    • 5ª feira, 12 km
    • Sábado, 15.5 km
    • Domingo, 11.5 km
    Esta semana não me portei tão bem, embora tenha conseguido alcançar os 35 km. Na segunda-feira foi dia de folga, na terça-feira estava cansado. Na quarta cansado estava… Acabei por fazer apenas 3 treinos e por condensar o treino quase todo no fim de semana, o que não é bom pois amanhã (terça-feira, dia 1) vou fazer a Corrida do Primeiro de Maio, e devia ter descansado mais no fim de semana.

    Total da semana: 12 + 15.5 + 11.5 = 38 km (objectivo alcançado).

     

    Resumindo…

     

    Em Abril corri 12 vezes, 11 das quais dentro deste pseudo-plano. Em Março tinha feito 8 corridas, com cerca de 95 Km. Em Abril as 12 corridas deram mais de 145 Km…

    A melhoria só não foi mais notória porque só comecei com este objectivo na segunda semana de Abril…

     

    A desvantagem de correr com um objectivo fixo em termos de distância mas sem fixar os dias em que se vai correr é que, caso não se seja regular, fazem-se parvoíces como acumular muita distância em poucos dias. Isto é algo a melhorar.

    O calendário com os treinos de Abril

     

    Olhando aqui para o calendário dá para perceber a diferença entre a balda do início do mês e a maior regularidade de treinos do resto do mês.

    Objectivo para Maio: vou manter os 35 Km por semana como mínimo, mas vou tentar ser mais regular de forma nos treinos. Era interessante nunca estar mais de dois dias seguidos sem correr.

    Agora vem aí a corrida do Primeiro de Maio e, no Domingo, a Meia-Maratona na Areia. Nunca corri grande distância em areia, portanto vai ser um bom desafio…

    Plano de treinos para a Maratona – 1º mês

    Agosto 30, 2011

    Introdução

    Fiz hoje o 17º treino do plano, que coincide foi o último treino do mês de Agosto. Faltam-me neste momento 52 treinos, num total de 535 km  (640 – 105).

    Vou aproveitar para fazer aqui um pequeno resumo deste primeiro mês.

    Comentários gerais

    Não tenho andado cansado nem tenho tido grandes dores (nem das musculares, nem  das “chatas”). Fiz todos os treinos que estavam planeados para este mês, no dia em que estavam planeados. Tenho respeitado os dias de descanso do plano.

    A única “aldrabisse” que tenho feito é correr sempre um pouco mais do que diz o plano (tipicamente cerca de 500 m). Faço isto para compensar eventuais erros de medição do GPS (prefiro correr um bocado mais do que correr menos). Na prática isto significa que tenho feito mais alguns km do que o que estava no plano. À medida que for conhecendo melhor os percursos que ando a fazer (e que for tendo certeza das distâncias) vou começar a retirar estes “extras”.

    Tenho feito os treinos em terrenos muito variados (terra batida, asfalto, gravilha e até tartan) pois ando a tentar evitar o asfalto, na medida do possível.  Também tenho variado as inclinações não só para variar os músculos que uso mas também para introduzir variedade nos treinos.

    O facto do plano ter muitos treinos pequenos (5 km) ajuda bastante. Curiosamente, antes de começar o plano, eu raramente saia de casa para fazer 5 km… mas realmente é difícil arranjar desculpa para não ir fazer 5 km.

    Não sou grande apreciador de horários e calendários, mas pretendo fazer bem o “trabalho de casa”. Apesar disto, estou um bocado surpreendido por não me ter baldado a um único treino do plano. Para isto também contribuiu o facto de este mês ter tido uma disponibilidade grande em termos de horários (neste momento até estou de férias).

    Vamos ver se durante o próximo mês me consigo cumprir o plano de forma certinha. O segundo mês tem mais treinos e maior distância (18 treinos, 147 km) portanto também será um desafio maior.

    Dificuldades

    Tenho tido alguma dificuldade em manter ritmos lentos nos treinos em que o devo fazer. Foram uns quantos meses sempre a pedir velocidade ao corpo; Agora estou-lhe a pedir para ter calma. Percebe-se a confusão :).

    O relógio da Garmin ajuda, mas basta uma distracção para começar a passar para ritmos mais ágeis. Para dar a volta a isto arranjei companhia para alguns treinos. Aqui tenho de agradecer ao Osvaldo e ao Luís pela companhia que cada um me fez em alguns treinos. Mais recentemente já me tenho conseguido controlar melhor, mesmo sem companhia, o que é bom. Em Setembro tenho de consolidar este trabalho, porque mesmo na prova terei de me contar muito durante uma quantidade muito grande de quilómetros.

    Outras notas

    As dores de costas foram-se, como de costume. Nos três meses anteriores, nos quais corri muito pouco, andava a ter algumas dores. Quando voltei novamente a fazer vários treinos por semana, as dores limparam. Só por isto já vale a pena correr 4 vezes por semana.

    Já sinto a forma física a voltar. Noto isto principalmente nas subidas, porque consigo fazer subidas inclinadas em ritmo forte.

    Provas

    Não se pode ter tudo portanto alguma coisa tinha de cair.

    Os treinos longos ao Domingo dificultam a ida a provas, pois é difícil arranjar provas com a mesma distância do treino longo. Como eu não quero andar a aldrabar o plano, neste início de época farei muito poucas provas.

    Para já, apenas estou inscrito na Meia-Maratona de Portugal (Ponte Vasco da Gama) do próximo dia 25 de Setembro. Só me inscrevi porque o próprio plano de treinos pedia uma Meia-Maratona para esse dia… portanto calha bem.

    Depois da Maratona (4 de Dezembro) devo voltar a participar em provas de atletismo popular com mais regularidade.

    E pronto… até à próxima 🙂

    O (novo) Objectivo

    Agosto 5, 2011

    Tenho andado meio arreado do mundo da corrida. Por falta de tempo, por falta de ânimo, por falta de motivação… enfim, por vários motivos.

    Como consequência, não tenho participado em provas e também tenho treinado muito pouco. Em Maio corri apenas três vezes, em Junho outras três e em Julho, para não variar, mais três. Com esta falta de treinos veio uma baixa de forma e algum aumento de peso. Nada de anormal, mas nada de desejável ao mesmo tempo.

    Mas chegou Agosto. E com Agosto chegou o início de um plano de treino para atingir um (ou o “o”) objectivo especial que já tinha no fundo da cabeça há algum tempo: correr uma Maratona.

    Correr uma Maratona não é brincadeira. Exige um trabalho prévio de vários meses para habituar, de forma crescente, o corpo ao esforço prolongado e preparar o mesmo para optimizar a utilização de energia.

    Para preparar esta tarefa, estou a usar o plano para iniciantes do Carlos Fonseca. É um plano de 4 dias por semana, com um treino longo ao Domingo. Ao todo são 69 treinos, num total de 640 km, percorridos em 18 semanas. Após estes treinos todos, vem a Maratona propriamente dita. Quarenta e dois mil, cento e noventa e cinco metros de bater com os pés no chão.

    Fiz hoje o 3º treino deste plano. Portanto, dos tais 69, faltam-me 66. Coisa pouca :).

    E pronto. Agora é respeitar o plano (mas sem exageros obsessivo-compulsivos) e esperar que o corpo reaja bem, para no dia 4 de Dezembro de 2011 estar na linha de partida da Maratona de Lisboa preparado para cumprir o objectivo. Vamos lá ver o que sai daqui :).

    PS: Recomendo vivamente o site do Carlos Fonseca. Além do plano, o Carlos apresenta a “teoria” por trás da coisa. É uma boa fonte de informação para quem for curioso ou para quem não se quiser limitar a seguir um plano.

    Treino oficial da Marginal à Noite (2011)

    Junho 12, 2011

    Fui hoje até à Praia de Santo Amaro para participar no treino “oficial” da Marginal à Noite.

    A C. M. de Oeiras fechou a Marginal e disponibilizou várias zonas de exercício ao longo da estrada, para promover a prática de actividades físicas. Neste âmbito, aproveitaram para fazer um treino no percurso da corrida do próximo Sábado. Havia inclusivamente três lebres (6 min/km, 5:30 min/km e 5 min/km) para ajudar a malta a manter o ritmo e distribuição de algumas t-shirts alusivas ao evento.

    A diferença principal entre este treino e a prova foi o facto de ter sido matinal (começou pouco depois das 10:00) enquanto que a prova é nocturna (começa às 21h00).

    Eu tinha percebido mal o e-mail que me enviaram a anunciar o treino e pensava que o treino era apenas de 4 Km, mas durante a sessão de aquecimento disseram que eram mesmo os 8 da prova… melhor ainda. Tive a companhia do Osvaldo que, tal como eu, se anda a baldar aos treinos nos últimos tempos…

    Estava bastante calor e essa foi a dificuldade principal do treino.

    Quando cheguei à “meta” improvisada, reparei que o Garmin ainda não tinha marcado os 8 Km, pelo que continuei a correr mais um bocado até fazer os 8 Km. Fiz portanto 8 Km em 37:54 (min). Este tempo deixa-me com boas perspectivas para o próximo Sábado, porque à noite não terei de lidar com o calor e o Sol.

    Este treino foi uma boa iniciativa da organização da  Marginal à Noite. Para mim foi ouro sobre azul porque deu para fugir à balda dos últimos tempos… se não houvesse isto provavelmente teria ficado na cama a dormir :).

    Só um reparo: o ponto de retorno na “curva do Mónaco” não estava marcado. Eu por acaso lembrava-me do ponto de retorno da corrida do ano passado, mas quem fosse distraído ou não soubesse o percurso, bem que passava em frente… foi o único ponto negativo do treino.

    Treinos da semana (1/Novembro a 7/Novembro)

    Novembro 7, 2010

    2ª feira, 1/Novembro

    Acordei e fui correr às 10h30. Luxos de feriado, claro. Foi um treino leve, para recuperar dos dias anteriores de forma activa. Corri durante 46 minutos.

    3ª feira, 2/Novembro

    Dia de pausa por calonisse e trenguisse. Apesar de ter acordado a horas, tinha uma das pernas um pouco tocada e não me apeteceu ir correr de manhã. Resolvei deixar o treino para o final da tarde: não me lembrei que mudava a hora… ao final da tarde quando cheguei a casa já estava muito escuro… desculpas, desculpas.

    4ª feira, 3/Novembro

    Saltei da cama às 6h30 para ir correr. Fui fazer um percurso curto (penso que terá cerca de 6 Km) mas com muitas subidas. É uma volta que eu costumava fazer muito em 2009, antes de me ter metido no ginásio. Fiz em 37:52.13 (min).

    O meu melhor tempo nesta volta foi de 35:45.10 (min) feito em Novembro de 2009, pelo que este tempo não foi nada de especial. Vou tentar repetir este percurso semanalmente, com objectivo de baixar o tempo progressivamente.

    5ª feira, 4 de Novembro

    Dia de treino um pouco mais longo. Saí de casa para correr uma hora, corri 01:01:54 :). Foi um daqueles treinos em que saí de casa com o objectivo ir o mais longe possível durante 30 minutos e depois voltar para trás. Foi mais ou menos isso que aconteceu.

    Quando estava a voltar para casa, aos cerca de 50 minutos do meu treino, passou um corredor por mim com uma força e ritmo invejaveis. Ainda tentei ir atrás, mas não dava mesmo. Nem mesmo numa zona de subida aquele corredor me deixou alcança-lo.

    Há que continuar a treinar.

    6ª feira, 5 de Novembro

    Dia de treinar nas calmas. Tinha decidido fazer 45 min mas depois acabei por me meter por umas ruas que me levaram um pouco mais longe. Tempo de treino: 55 min. No final do treino fiz um sprint (daqueles para a fotografia) e as pernas responderam bem.

    Sábado, 6 de Novembro

    Dia de descanço planeado.

    Domingo, 7 de Novembro

    Para terminar a semana de treinos fui com dois amigos (o Osvaldo e o Tiago) para o Jamor. Um deles (o Tiago) fazia a sua estreia em corrida e já andávamos há algum tempo a tentar trazê-lo para uns treinos. Em virtude disto acabamos por fazer um treino leve, com algumas paragens para andar.

    Fizemos vários tipos de terreno, incluíndo asfalto, terra batida, areia da praia e os trilhos do circuito de manutenção do Jamor, onde aproveitámos para fazer alguns exercícios de peso corporal. Isto tudo durou um pouco mais de 1h30m. Agora é preciso continuar a melgar o novato para ele se fazer à estrada regularmente 🙂 pois ele hoje até se portou muito bem :).

    —–

    Nesta semana tentei essencialmente manter alguma consistência e não exagerar no volume, tendo em conta que não corro com este género de regularidade há já algum tempo. Nos próximos tempos pretendo fazer, de forma consistente, entre 4 a 6 treinos de corrida por semana.

    Saltei da cama às 6h30 para ir correr. Fui fazer um percurso curto (penso que terá cerca de 6 Km) mas com muitas subidas. É uma volta que eu costumava fazer muito em 2009, antes de me ter metido no ginásio. Fiz em 37:52.13 (min).

    O meu melhor tempo nesta volta foi de 35:45.10 (min) feito em Novembro de 2009, pelo que este tempo não foi nada de especial.

    Treinos da semana

    Outubro 30, 2010

    Esta semana passou-me algo pela cabeça e resolvi voltar a focar-me mais na corrida. Já tinha decidido há algumas semanas que ia sair do ginásio. Vou ter saudades do RPM (que é um treino intervalado muito bom) mas tenho de poupar dinheiro.

    Sexta-feira, 29 de Outubro

    Acordei às 06:30 e fui correr. Aqui pela minha zona há muitas subidas, pelo que decidi que ia fazer uma corrida longa (acima de 60 minutos) e queia apostar nas subidas. Fui para um monte aqui perto e corri por ali durante 01h10m. Já há muito tempo que não corria tanto – raramente tenho corrido sem ser em provas de 10 Km e nessas costumo correr a distância em cerca de 50/51 minutos.

    Eu gosto de subir, mas aquilo ontem estava-me a custar. Aos 42 minutos já tinha as pernas meio doridas… mas pronto, ainda tinha de voltar para casa a tempo de ir trabalhar 🙂

    Sábado, 30 de Outubro

    Acordei às 09:30 (luxos de fim de semana), vi que as pernas estavam em condições e fui correr. Para recuperar das subidas de ontem decidi fazer um treino mais a rolar. Lá fui. Voltei a casa 1h25m depois de começar a correr. Nunca tinha corrido durante tanto tempo.

    Foi um treino honesto.

    Cada vez mais sinto a falta de um contador de Km. Tenho andado a pensar em comprar o Garmin 305, depois de ler muitos comentários sobre a boa qualidade do mesmo. Algo a ver, nos próximos dias.

    Vamos ver como corre o dia de amanhã.

    , apanhei alguma chuva nas 3 localidades por onde passsei mas nada do outro mundo